Residência Social – Intercâmbio de saberes

Segundo o dicionário intercâmbio significa reciprocidade de relações, foi isso e muito mais para o jovem mediador de leitura Bruninho Souza, 23, da Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura que viajou para Araçuaí – MG em residência social, para conhecer e trocar com os projetos desenvolvidos pelo o Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento – CPCD uma idealização de Tião Rocha.

“Para mim, poder trocar e viver essa experiência foi ver na prática uma pedagogia da abundância, onde as soluções surgem a partir dos recursos disponíveis na comunidade”.

A residência aconteceu nos dias 15/07 a 21/07 com um grupo de três jovens de São Paulo – SP formado pelo os projetos Vargem Grande Comunidade Saudável e a Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura.

Na residência social para além de troca de saberes entre os integrantes, o grupo também se encontrou com professoras de Barra Longa – MG onde o CPCD começará a desenvolver suas metodologias.

Visitaram o projeto “Ser Criança” que tem como premissa o dialogo considerando a criança, os pais e a comunidade. “Ver as crianças em círculo cantando, resgatando cantigas, decidindo as atividades do dia e refletindo sobre os conflitos que ocorrem no espaço, foi muito especial um exemplo de democracia e autonomia” diz Bruninho.

Foram também ao Sitio Maravilha que é o Centro de Permacultura do Vale do Jequitinhonha, lá refletiram sobre o conceito de permacultura. No sítio são realizadas diversas oficinas com a intenção da disseminação de tecnologias, tais como hortas mandala, espiral de ervas, círculos de bananeira, produção de composto orgânico, pintura de tinta de terra, produção de mudas e cozinha experimental.

O objetivo da residência social foi o compartilhamento de saberes, mas para os jovens ultrapassou esse objetivo, pois se conectaram com histórias e indivíduos que no cotidiano demonstraram o quão é possível impactar seu entorno positivamente se manusearmos conscientemente recursos naturais, e se dialogarmos com os indivíduos respeitando o contexto e a singularidade de cada individuo.

 


Tags: , , , , ,

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *